Atraso no aluguel? Saiba quais as possíveis consequências!

O atraso no aluguel pode não só gerar uma multa para o locatário, como também fazer com que ele seja despejado do imóvel. Por isso, é importante ficar atento para não atrasar o aluguel e ter dores de cabeça.

Sendo assim, para saber quais são as consequências de não pagar o aluguel em dia, o que fazer para evitar o atraso e outras dicas úteis, basta continuar lendo esse conteúdo!

Atraso no aluguel: o que é e como funciona a multa?

É certo que alugar um imóvel tem os seus gastos, sendo o aluguel o principal deles, que deve ser pago no prazo todo mês. Entre todas as cobranças e custos, a mais comum é, sem dúvida, a multa por atraso de aluguel.

Essa multa está especificada no contrato e trata-se de uma cobrança legal, aplicada pelo próprio dono do imóvel. Ou seja, caso haja um grande atraso no aluguel, o proprietário poderá aplicar essa multa, seguindo as regras da lei.

O principal objetivo dessa multa é servir como uma forma de “punição”, assim estimula que o pagamento do aluguel seja feito em dia. Todas as informações sobre essa multa, bem como os seus valores e como é cobrada, devem constar no contrato de locação.

Mas, apesar disso, ainda há sempre alguns desentendimentos quanto aos prazos e pagamentos. No caso do atraso de aluguel, é comum que seja cobrado 10 a 20% a mais no valor do aluguel, a partir do primeiro dia de atraso.

Atraso no aluguel e ordem de despejo

Atraso no Aluguel - InMóveis.com

Se o locatário não pagar, então o proprietário tem o direito de pedir que ele seja despejado do imóvel. Ou seja, o proprietário pode iniciar uma ação de ordem de despejo quando o inquilino atrasar o aluguel.

Aliás, esse é um dos principais motivos por trás das ações de despejo. Além disso, o proprietário também costuma pedir indenização pelos valores em débito.

Caso a ação seja aprovada, o inquilino tem o prazo de até 30 dias para deixar o imóvel. No entanto, esse recurso só é usado em último caso, quando ambas as partes não chegam em um acordo para resolver o problema.

Com um dia de atraso no aluguel, o inquilino já é considerado como inadimplente. Porém, mesmo assim o inquilino tem os seus direitos, ou seja, o proprietário não pode simplesmente tomar o imóvel ou expô-lo publicamente; é preciso respeitar os prazos dentro da lei.

De qualquer forma, é preciso respeitar o contrato e pagar o aluguel dentro do prazo, para assim evitar esse tipo de problema, além das multas. Sendo assim, confira logo abaixo algumas dicas para evitar o atraso no aluguel!

Tenha uma organização financeira

Organização Financeira - InMóveis.com

Sem dúvida, ter uma organização financeira é essencial para pagar o aluguel em dia. Na maioria das vezes, quem atrasa o aluguel são pessoas que não tem controle sobre as suas finanças.

Por isso, calcule a sua renda, separe o valor destinado ao aluguel, manutenção e outros gastos. Assim, você saberá com mais exatidão quanto poderá gastar sem comprometer o aluguel.

Converse com o proprietário

Imprevistos acontecem, caso você tenha atrasado o aluguel devido a algum problema que surgiu, então converse com o proprietário e explique o porquê. Essa é uma forma bem simples de evitar a multa.

Apenas evite que esse imprevisto aconteça sempre, pois uma ou duas vezes é normal, mas passando disso acaba se tornando um hábito.

Dicas para garantir o pagamento do aluguel

Já para o proprietário do imóvel, também existem algumas dicas para garantir que o aluguel seja pago em dia, evitando assim complicações para ambos os lados.

1. Aposte em contratos de locação

O contrato de locação de imóvel é uma garantia de todos os direitos e deveres, tanto do locador quanto do locatário. Nesse contrato é preciso que tenham as informações importantes sobre ambas as partes e também do imóvel.

Afinal, como dito, o documento é uma forma de garantir que ambos cumpram com os seus deveres e tenham os seus direitos que devem ser respeitados.

2. Solicitar caução

A caução trata-se de um depósito que é feito antes e equivalente a três meses de aluguel do inquilino. Dessa forma, o valor é armazenado em uma caderneta de poupança autorizada pelo Poder Público.

Caso haja alguma inadimplência do inquilino, então o locador poderá repassar o dinheiro. No final do contrato de aluguel, o inquilino pode recuperar a quantia depositada, se quiser.

3. Fazer seguro-fiança

A contratação de um seguro imobiliário também é uma forma de garantir o pagamento do aluguel. O inquilino pode contratar um seguro, para que assim o locador receba o aluguel, mesmo se houver atraso.

Esse recurso funciona de uma forma bem simples. De modo geral, o inquilino paga o valor de 1 aluguel e meio do imóvel por ano, caso ele não faça o pagamento do aluguel, então o seguro o garante ao locador.

4. Contrate a InMediam Garantia Locatícia e diga adeus ao atraso no aluguel

Outra dica que ajuda bastante a garantir o pagamento do aluguel em dia é a contratação da InMediam Garantia Locatícia como a sua empresa fiadora.

A garantia locatícia com a InMediam possibilita que o locatário assine o contrato sem precisar de fiador; um processo sem burocracia e completamente on-line. Entenda qual o melhor plano da empresa para você.

Você verá que com a InMediam você, definitivamente, dirá adeus ao atraso no aluguel!

5. Converse de forma clara

É crucial conversar de forma clara e objetiva com os inquilinos, ainda mais quando for cobrar o aluguel. Certifique-se de que você informou ao inquilino a data correta para realizar o pagamento do aluguel.

Ordem de Despejo - InMóveis.com

Também é preciso informá-lo sobre as multas de atraso e outras consequências, como o despejo. Assim evita que o inquilino pague com atraso o aluguel, apenas porque não sabe qual a data correta ou por achar que não há problemas nisso.

Além disso, no contrato é preciso estar bem claras essas informações. Quando o locatário for assinar, peça para que assine todas as páginas, assim garante que ele tenha lido todo o contrato e concordado com os termos.

Mande fazer uma cópia desse contrato e dê ao locatário, assim ele poderá consultá-lo sempre que surgir alguma dúvida.

6. Ofereça descontos e fuja do atraso no aluguel

Como dito acima, cobrar multas de aluguel funciona como uma punição, para incentivar o inquilino a pagar em dia. Mas, lembre-se de inserir essas multas e o valor delas no contrato de locação.

Além disso, outra forma de incentivar o aluguel em dia é fazer o inverso. Ou seja, oferecer um desconto no aluguel, caso o pagamento seja feito antes da data de vencimento, assim é uma chance para o inquilino economizar um pouco.

Pois, mesmo que você perca um pouco do valor do aluguel, você obtém tempo e ainda reduz as dores de cabeça em ter que cobrar o aluguel.

7. Converse com o locatário

Você já deixou claro para o inquilino qual a data certa para pagar o aluguel e quais são as consequências do atraso, e mesmo assim ele não pagou? Então talvez seja preciso conversar com ele para saber o motivo do atraso.

Também é possível buscar outra solução que seja viável para ambos, como mudar a forma ou o dia de pagamento. Caso o inquilino não pague o aluguel porque sempre esquece, então uma opção é colocar sua conta no débito automático.

Porém, sempre se lembre de manter um tom amigável durante a conversa. Ameaças ou xingamentos de nada adiantarão para fazer com que o inquilino pague o aluguel do imóvel, o efeito é, na verdade, o contrário.

E ele ainda tem o direito de processá-lo por cobrança excessiva ou incorreta. Por fim, opte por entrar em contato durante o horário comercial, assim respeitando a privacidade do inquilino, sem perturbá-lo fora de hora.

8. Envie uma notificação escrita e boleto por e-mail

Se não tiver êxito em contatar o locatário através do telefone, então você também tem a opção de enviar uma notificação por escrito. Essa é uma opção recomendável por informar o inquilino e comprovar a situação diante de uma ação judicial.

E outra forma de lembrar o inquilino do aluguel é enviando uma fatura para ele no e-mail, além do boleto no endereço do imóvel. Afinal, hoje em dia é essencial que o boleto também seja enviado no meio digital.

Isso porque, há muitas pessoas que preferem pagar pela Internet, por ser mais rápido e fácil.

9. Respeite os prazos previstos na lei para fugir do atraso no aluguel

Vale lembrar que mesmo devendo, o locatário ainda possui os seus direitos garantidos por lei e que não podem ser violados. Então, o locador não pode ameaçar, xingar, invadir o imóvel ou expor o inquilino.

Prazos e Leis - InMóveis.com

O que deve ser feito é respeitar os direitos do locatário e os prazos estabelecidos por lei. Se você entrou com uma ordem de despejo, então é importante aguardar os 10 dias para o inquilino desocupar o imóvel, você não poderá tirá-lo de lá antes disso.

Lembre-se também de que cobrar o aluguel de forma antecipada só é possível em dois casos. Quando o inquilino alugar o imóvel apenas por temporada ou quando no contrato não há uma previsão de garantia.

Caso tenha qualquer garantia no contrato, então é proibido cobrar o aluguel do inquilino antes do prazo.

Conclusão

Como você pôde ver nesse conteúdo, o atraso no aluguel pode acarretar uma série de dores de cabeça para o inquilino. Além de ter que pagar uma multa por atraso, ele também corre o risco de ser despejado do imóvel.

Por isso é essencial sempre pagar o aluguel em dia, para evitar esses problemas e facilitar para ambos os lados no contrato.

Enfim, esse conteúdo foi útil para você? Ainda ficou com alguma dúvida? Deixe então o seu comentário!

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

1 comentário em “Atraso no aluguel? Saiba quais as possíveis consequências!”

Deixe um comentário

Novos Artigos do InMóveis.com

reunião de condomínio

Qual o direito do inquilino na assembleia de condomínio?

Qual o direito do inquilino na assembleia de condomínio? Você sabe dizer o que é permitido? Saiba que é comum o síndico, bem como os condôminos terem, dúvidas a respeito do direito do inquilino nas assembleias. Por isso, fizemos este conteúdo para esclarecer, segundo as previsões da lei. Então, se este assunto te interessa, fique

morar em casa ou apartamento?

Descubra de qual é a melhor opção para você, morar em casa ou apartamento?

Morar em casa ou apartamento, afinal, qual a melhor opção? Saiba que uma escolha dessas é um desafio, pois cada família tem suas características, suas demandas, necessidades e desejos. Diante esses fatores, saber escolher um imóvel para morar, ou seja, se casa ou apartamento, é importante. Por isso, fizemos este conteúdo para te ajudar! Acompanhe

como decorar uma varanda

Confira 8 dicas de como decorar uma varanda!

Como decorar uma varanda? Se essa for sua dúvida, saiba que você verá dicas incríveis e fáceis de colocar em prática para deixar esse ambiente bonito e conveniente. Se você sempre sonhou em uma casa ou apartamento com varanda, mesmo tendo um espaço pequeno ou estreito, é possível tornar esse desejo uma realidade. Use de

Como funciona a compra de um apartamento na planta

Como funciona a compra de um apartamento na planta?

Ao comprar apartamento na planta, você estará investindo em um imóvel que será construído. Você vai entender melhor como é esse processo e tirar algumas dúvidas a respeito desse tipo de transação imobiliária. Antes de mais nada, você sabia que esse tipo de transação imobiliária pode ser muito vantajoso? Acompanhe este post e aprenda mais!

posso ter pet em apartamento?

Posso ter um cachorro em apartamento? Descubra se é possível!

Você mora em apartamento e deseja ter um pet, porém não sabe quais são as regras para isso? Preparamos este artigo para te explicar como você pode ter um cachorro em apartamento. Isso porque, ao contrário da pessoa que mora em uma casa, chácara e afins onde o cachorro pode brincar e correr em um